Leve Esperana At que ele Venha
palavra pastoral

Home » Mensagens » Palavra Pastoral

Palavra Pastoral

51 anos: Construindo um caráter cristão

“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2)

Pr. Renato Costa - 13/09/15

O Senhor Jesus tem um conceito de felicidade bastante antagônico, distinto, enfim, diferente do nosso conceito moderno. Se você ler, por exemplo, as bem-aventuranças, notará esta verdade rapidamente. Jesus diz algo do tipo: bem-aventurados os humildes, os pobres de espírito, os misericordiosos, os puros de coração, os pacificadores, os que são perseguidos por causa da justiça e aqueles que são insultados e caluniados por causa do nome dele (Mt 5.1-12). Ser bem-aventurado significa ser muitíssimo feliz. Então, Jesus está dizendo que é muitíssimo feliz aquele que busca e promove a paz, aquele que demonstra misericórdia, aquele que é pobre em espírito e aquele é perseguido, insultado e caluniado por professar e levar o nome dele. Ora, isto é surpreendente, sobretudo, quando contrapomos as palavras do Senhor com o discurso da nossa sociedade. Veja que os valores que definem a conduta de um cidadão que professa a fé cristã o dirigem sempre em ações compassivas, cuidadosas, altruístas e solidárias para com o seu próximo, ações estas que refletem o amor de Deus experimentado numa experiência particular, íntima e singular com o Criador, e também como fruto de uma vivência participativa na comunidade chamada igreja. Os valores que definem a nossa época, no entanto, estimulam o viver somente para si. O individualismo, o imediatismo, o hedonismo ininterrupto, o consumismo, a superficialidade, o pragmatismo, o relativismo, entre outros, são traços que delimitam e definem bem quem é o indivíduo moderno, determinando sua ética, aspirações e motivações diárias. Diante deste cenário, cabe-nos perguntar: quais valores o definem? Aonde você busca ou tem buscado a felicidade?

Amados irmãos, vivemos tempos extremamente desafiadores para os propósitos do evangelho. Nunca antes o evangelho esteve tão próximo e, ao mesmo tempo, tão distante dos indivíduos. Nunca antes tivemos tanto acesso e facilidade às verdades da Palavra de Deus, como o temos hoje, porém, ainda falta conhecimento e ainda pairam dúvidas sobre as questões mais elementares da fé cristã. Em outras palavras, nunca antes houve tanto acesso e tanto “excesso” com tão pouco sentido. Portanto, é tempo de resgatarmos, e para isso estamos trabalhando, a verdadeira mensagem do Reino.

Paulo se admirava por saber que os seus filhos na fé, os crentes da Galácia, em pouco tempo, já haviam abandonando aquele que os havia chamado para seguirem um outro evangelho (Gl.1-10), um evangelho no qual Cristo não era o alvo, mas sim o meio para que interesses privados fossem alcançados. Ora, isto é religião, e será que não agimos assim também? Será que não fazemos dele um meio para alcançarmos aquilo que queremos, independentemente desta busca concordar com os interesses do Reino? Vale a pena refletirmos mais sobre isso, e assim estaremos fazendo ao longo deste mês com a permissão de nosso Deus.

Amados irmãos, a Palavra de Deus nos exorta: Sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês (Mt 5.48). Este é o nosso alvo, melhorarmos um pouco a cada dia. Este é o nosso desafio: continuarmos construindo diariamente um caráter cristão. Quem aceitará o desafio?

Pr. Renato Costa

© 2013 - 2017 - Igreja Evangélica Batista em Vila Antonieta - Todos os Diretos Reservados

Igreja Evangélica Batista em Vila Antonieta
Rua Antonio Neto Caldeira, 500 - CEP 03475-040 - Vila Antonieta - São Paulo - SP
Tel.: (11)2724-6258 - igrejabatista.vilaantonieta@gmail.com