Leve Esperana At que ele Venha
palavra pastoral

Home » Mensagens » Palavra Pastoral

Palavra Pastoral

Deus conosco: o verdadeiro milagre do natal “Um nascimento que impressionou por sua simplicidade”

“Enquanto estavam lá, chegou o tempo de nascer o bebê, e ela deu à luz o seu primogênito. Envolveu-o em panos e o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria” (Lc 2.6-7).

Pr. Renato Costa - 06/12/15

O nascimento do menino Jesus foi um evento extraordinário. O verdadeiro Rei nasceu numa simples estrebaria. O nome “estrebaria” deriva do nome latim “stabulus” e designa o local aonde se abriram animais como cavalos e gado bovino. Ali, na estrebaria, animais deste porte são colocados para dormir e para serem alimentados. Ainda que hoje haja luxuosas estrebarias, como a que abriga animais da realeza, a estrebaria na qual nasceu o Rei Jesus era provavelmente uma construção bastante simples e rudimentar, sem quaisquer luxos ou confortos. O texto de Lucas citado acima nos diz que José e Maria, pais do menino Jesus, deixaram a cidade de Nazaré em direção à pequena cidade de Belém a fim de alistarem-se cumprindo assim o decreto erigido pelo imperador romano que determinava o recenseamento de todo o império. Porém, por ocasião deste evento, as hospedarias da cidade de Belém estavam completamente lotadas e não havia mais lugar para José e Maria repousarem, a não ser uma simples estrebaria. Eles assim o fizeram e, chegando o tempo de nascer o bebê, Maria deu à luz naquele simples lugar. Como lemos acima, o menino não foi envolvido em mantos reais, mas num simples pano e colocado numa manjedoura, o lugar aonde se colocava o alimento dos animais da estrebaria.

O menino Jesus, embora sendo Senhor e Rei nasceu de forma simples e numa pequena cidade, de fato, a menor cidade daquela região, Belém de Judá, algo que já havia sido predito pelo profeta Miquéias: “Mas tu, Belém-Efrata, embora pequena entre os clãs de Judá, de ti virá para mim aquele que será o governante sobre Israel” (Mq 5.2).

Que grande exemplo de humildade o Rei Jesus demonstrou sendo ainda menino e que grande lição de vida para aqueles que abusam da autoridade que lhes foi outorgada! Jesus, enquanto esteve neste mundo, caminhou pela via da humildade, ele ensinou: “quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo; e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo de todos. Pois nem mesmo o Filho do homem (o próprio Senhor Jesus) veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Mc 10.43-45). O nosso Rei Jesus nos ensina que há grande riqueza em servir pessoas!

O caminho para a grandeza passa pela estrada da humildade e, na lógica do Reino, ou seja, no modo de vida ensinado pelo Rei Jesus, o primeiro lugar está entre os últimos lugares. O primeiro entre muitos é aquele que se coloca abaixo de muitos, em serviço destes, mas em busca do louvor para aquele que é o Senhor de todos. Que mudança de paradigma! Nunca se viu nada igual! Nunca se ouviu de um Rei que se fez pobre e humilde para enriquecer a tantos outros, mas assim Jesus o fez e o fez desde o seu nascimento. Este é mais um milagre do natal, o nascimento humilde e simples do menino Jesus. Siga por este caminho, o caminho da humildade, porque no final haverá grande recompensa e, durante o trajeto, grande riqueza e alegria.

Pense nisso! Pr. Renato Costa

© 2013 - 2017 - Igreja Evangélica Batista em Vila Antonieta - Todos os Diretos Reservados

Igreja Evangélica Batista em Vila Antonieta
Rua Antonio Neto Caldeira, 500 - CEP 03475-040 - Vila Antonieta - São Paulo - SP
Tel.: (11)2724-6258 - igrejabatista.vilaantonieta@gmail.com