Leve Esperana At que ele Venha
palavra pastoral

Home » Mensagens » Palavra Pastoral

Palavra Pastoral

Família Inabalável x Adultério que abala a família

Pr. Renato Costa - 15/05/16

“Não adulterarás” (Ex 20.14). É uma ordem divina estabelecida já há muito tempo, conforme vemos no decálogo, isto é, os dez mandamentos. Jesus explicou o significado mais profundo deste mandamento em seu sermão proferido no monte (Mt 5-7). Na ocasião, Cristo disse que “qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração” (Mt 5.27). Note bem, “qualquer que olhar...”. Portanto, não apenas o ato sexual em si com alguém que não seja o cônjuge constitui-se pecado de adultério, mas também o pensamento que cobiça o cônjuge do próximo também é, da mesma forma, adultério. Logo, há de seu cuidar dos pensamentos, das emoções, dos detalhes do cotidiano vivido nas relações no trabalho, no seio da família, no seio da igreja, entre outras comunidades entre as quais o indivíduo circula a fim de que este mal, chamado adultério, não destrua mais casamentos e famílias como já vem acontecendo.

O adultério é pecado perante o Senhor! Deus condena o adultério! Desta forma, não cabe ao homem casado ter como melhor amigo, com quem confidencia segredos e até mesmo as intimidades do lar, uma mulher, ou seja, uma melhor amiga. O oposto também vale. Não digo, portanto, que não possa haver amizade entre um homem e uma mulher, apenas acredito que a melhor amiga do homem deve ser a sua esposa e o melhor amigo da mulher, deve ser o seu esposo. Além disso, brincadeiras com conteúdo erótico, gracejos, elogios, entre outras coisas, não cabe quando se é casado. Assim, elogie o seu cônjuge, reconheça as suas virtudes e os seus valores. Brinque no seio da família, torne lúdico o dia a dia, dê flores a quem você fez votos de lealdade até que a morte separe, e assim por diante. O adultério é um mal que destrói a família. Quando consumado, gera culpa, pesar, medo, ódio e desejo de vingança. Outros, recalcam a culpa, ou seja, lidam com ela acostumando-se à prática do adultério, o que é ainda pior.

Amados irmãos, a Palavra do Senhor nos dá o exemplo de Davi e do seu pecado de adultério que ele cometeu com Bate-Seba, mulher de Urias (2 Sm 11) e das graves conseqüências que Davi sofreu, não apenas ele, mas toda a sua família e, isto, por anos. A Bíblia não omite os erros dos grandes servos e servas do Senhor, antes, os revela para o nosso ensino a fim de que não tropecemos da mesma maneira e venhamos a sofrer os mesmos danos.

Neste mês em que buscamos solidificar as famílias, alicerçando-as no Senhor e tornando-as, assim, inabaláveis, cuidado com este mal chamado adultério. Nunca se esqueça dos votos que você fez no altar, perante o Senhor, perante a sua Palavra e perante as testemunhas. Antes, renove-os diariamente, ame o Senhor e ame o seu cônjuge. Família inabalável! Como está a sua família?

Pr. Renato Costa

© 2013 - 2017 - Igreja Evangélica Batista em Vila Antonieta - Todos os Diretos Reservados

Igreja Evangélica Batista em Vila Antonieta
Rua Antonio Neto Caldeira, 500 - CEP 03475-040 - Vila Antonieta - São Paulo - SP
Tel.: (11)2724-6258 - igrejabatista.vilaantonieta@gmail.com