Leve Esperana At que ele Venha
palavra pastoral

Home » Mensagens » Palavra Pastoral

Palavra Pastoral

O Canto do Rouxinol

Seminarista Rafael Eduardo Nascimento - 20/11/16

“Porque grande é o Senhor e mui digno de ser louvado, temível mais que todos os deuses”. (Salmos 96:4).

Charles Spurgeon ouviu, certa vez, que em determinado local da Inglaterra os rouxinóis cantavam de maneira mais graciosa que em qualquer outra parte do mundo. Ele resolveu viajar até este lugar para poder comprovar por si mesmo.

Ele reservou um quarto em uma pousada e lhe informaram que “quando começar a escurecer olhe para o espinheiro em frente, você verá o rouxinol, e você ouvirá sua canção”. Charles Spurgeon estranhou quando lhe disseram que o rouxinol estaria num espinheiro e a noite, mas ao aproximar-se a noite o tempo esfriou e começou a chover. Spurgeon perdeu a esperança de ouvir o pássaro. Ele pensou de noite, frio intenso, raios e trovões, tempestade, um espinheiro, nenhum rouxinol vai aparecer aqui ou cantar nesta situação. Spurgeon já havia se preparado para dormir, quando de repente, ele ouviu a bela e emocionante canção do rouxinol. Era uma melodia clara e doce, ele olhou pela janela e lá estava ele, pousado no espinheiro debaixo de uma chuva torrencial, o pequeno pássaro erguendo sua voz em uma canção verdadeiramente linda.

Então Spurgeon escreveu em seu diário. “Era tão doce e tão bonita que eu não creio que possa escutar algo tão comovente até ouvir os anjos cantarem no céu”. Refletiu e disse: “o Deus do Rouxinol é o mesmo Deus que eu sirvo. Mesmo na escuridão, sentindo frio, na chuva ou entre espinhos, ele pode me levar a entoar belas canções na noite”. Que bela e edificante lição para cada um de nós!

A respeito das adversidades o rouxinol não deixou de usar o seu talento recebido, produzindo entre circunstâncias desfavoráveis um momento de raro resplendor.

Quantas vezes deixamos de glorificar a Deus e de estar com os irmãos na igreja apenas porque está chovendo ou fazendo muito calor, ou por um pequeno problema familiar, um aborrecimento no trabalho, uma simples dor de cabeça e logo dizemos que não temos ânimo para louvar a Deus e que não sentimos vontade de orar. Mas também nas horas difíceis, precisamos mostrar o quanto somos gratos ao Senhor e o quanto reconhecemos seu amor por nós, perdoando nossos pecados e nos concedendo o direito de viver para sempre no Céu de Glória.

“Se você está passando por aflições, cante para Deus, se sua vida lhe parece escura e tempestuosa levante seus olhos para cima e dia, “Senhor eu confio em ti”. Logo a chuva passará, o sol voltará a brilhar e dos momentos sombrios permanecerá apenas o canto de alegria em seu coração. Amém”.

Rafael Eduardo Nascimento

© 2013 - 2017 - Igreja Evangélica Batista em Vila Antonieta - Todos os Diretos Reservados

Igreja Evangélica Batista em Vila Antonieta
Rua Antonio Neto Caldeira, 500 - CEP 03475-040 - Vila Antonieta - São Paulo - SP
Tel.: (11)2724-6258 - igrejabatista.vilaantonieta@gmail.com